Opinião

António Gomes

E viva o SNS

(...) o SNS trata de todos e todas, não deixa ninguém à porta

Graça Martins

Piscinas de Verão

Face à localização das atuais piscinas e aos constrangimentos de acesso, mobilidade e capacidade, uma resposta realizada de raiz, num local apropriado e dignificado para o efeito, seria a forma mais inteligente de gerir esta espetativa permitindo ainda criar um novo polo de fruição e atração turística, oferecendo uma mais democrática oportunidade de lazer. 

Leonel Pereira

COP 25 - Cimeira do Clima em Madrid

Relato de um participante 

Bloco de Esquerda Concelho de Torres Novas

O BE/Torres Novas esteve presente nesta importante conferência promovida pelo Grupo Autárquico Nacional em conjunto com a Comissão Política.

Leia a notícia e a recomendação à Mesa Nacional aprovada em: https://www.esquerda.net/artigo/regionalizacao-e-transparencia-e-democracia-contra-o-centralismo/66262

O assunto intitulado "hortas urbanas - concessão de exploração foi retirado da reunião de Câmara. A Vereadora do BE congratulou-se por a sua proposta nesse sentido ter sido adoptada.

A propósito desta matéria o BE elaborou uma proposta de “ante-projecto de regulamento de hortas urbanas” que enviou ao senhor presidente e que aqui fica como contributo para o futuro debate.

Texto na íntegra em baixo

Após debate sobre a proposta e verificando que existe acordo em vários aspectos e após o Senhor Presidente sugerir que esta proposta fosse debatida em conjunto com o novo projecto para o jardim da avenida no âmbito do PEDU que será apresentado, sendo que esse projecto manterá o “jardim romântico”, o BE aceita retirar este assunto e reservá-lo para essa ocasião. - declaração de voto da vereadora Helena Pinto

Veja, em baixo, a proposta na íntegra

Assuntos apresentados no PAOD pela Vereadora Helena Pinto: ponto de situação do projecto para a estrada Nicho - Jerónimos e necessidade de este contemplar passeios; pedido de informação sobre resposta da Rodoviária do Tejo sobre o diferendo em relação ao terminal rodoviário; condições de permanência de um circo na cidade.

O orçamento municipal de 2019 aprovado pela assembleia Municipal, dotou as obras da rede viária com a verba de 1 250 000 euros, mas o mesmo orçamento chegou ao final do ano com apenas 500 000 euros para essas obras, por força das alterações orçamentais introduzidas pelo presidente da câmara e da sua exclusiva responsabilidade, adulterando por completo o orçamento inicial aprovado pelo órgão deliberativo, o mesmo já tinha acontecido com os orçamentos anteriores. Ou seja, estar no orçamento não é garantia de que será executado.

Páginas